Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DE REPENTE O CÉU

De repente o céu descortina
O azul no meu olhar

Sou fiel
À memória e ao sonho
O universo vibra
No meu entreato

Vir ser e servir
Qual chama ciosa
De sua intensidade

Há sim nesse ofício
De ser alento
Um quê de mistério
E de revelação

A noite aspira
A cauda de um cometa
Sedento de poesia

E tudo o que vivo e sinto
Tem seu lugar
No céu de repente

© Jean-Pierre Barakat, 09.11.2003
Jean Pierre Barakat
Enviado por Jean Pierre Barakat em 05/02/2005
Código do texto: T3493
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Pierre Barakat
Fortaleza - Ceará - Brasil, 53 anos
111 textos (4955 leituras)
1 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/09/16 07:10)
Jean Pierre Barakat