Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DISRITMIA


Para Linda Soglia


Pandeiro, triângulo, zabumba
e a sanfona de Gonzaga;

o fungado do vento
nas asas das palmeiras;

a premonição, a fidalguia,
a singularidade do uirapuru;

(e porque não a mudez
do urubu e o gralhar da arara?).

Tudo é (alguma
forma de) canto.

Mas a disritmia,
o estrondar dos meus tambores

só quando vislumbro o silêncio
na menina dos teus olhos.
José Inácio Vieira de Melo
Enviado por José Inácio Vieira de Melo em 20/07/2005
Código do texto: T36125
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Inácio Vieira de Melo
Salvador - Bahia - Brasil, 48 anos
16 textos (1619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:25)
José Inácio Vieira de Melo