Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TrABAGICO

A luz matutina vasa
Da cortina
Da janela
Do quarto.

Revelando um envelhecido desgosto
Meu rosto
No cristalino
Do espelho.

Minha alma vive a me assombrar
Com fotografias
A se consumir
Em febre terçã.

Sob o manto do alcatrão
A pele exala
Odor
Do cinzeiro.

Na mesa posta já não encontro
Aromas
Café da manhã
Teu cheiro.
Antonio Virgilio Andrade
Enviado por Antonio Virgilio Andrade em 22/07/2005
Reeditado em 22/07/2005
Código do texto: T36690
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Virgilio Andrade
Riacho Fundo - Distrito Federal - Brasil
152 textos (16229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:55)
Antonio Virgilio Andrade