Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desencantos

Não soubeste
Nem eu te diria
Do grito sufocado
Da agonia amordaçada
No baço dos meus olhos

Não sentiste
Nem eu te mostraria
O penetrar da navalha
Afiada pelas palavras
Atravessando-me a alma

Quisera hoje não ser a mesma
Nem precisar fingir serenidade
Pudesse esgarçar a voz
Sem temer o eco de cada sílaba

Antes estes versos me contivessem
E estancassem a lágrima
Mas o teu gesto sobrevive
Ao espalmar das minhas mãos
Ao cerrar de todos os meus olhares
E pergunto-me repetidas vezes
Haverá um lugar onde meus olhos apaguem
Todas as palavras que não me pertencem?

Amanhã o dia acordará sem sombras
O sol não lembrará desta noite
Deito o meu coração
Ainda reticente e insone
Talvez as águas da dor
Não me afoguem
Nem me acompanhem
Os passos dessa tristeza...


 
Fernanda Guimarães


Visite "De Amores e Saudades - Fernanda Guimarães":
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 07/02/2005
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T3688
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64381 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:40)
Fernanda Guimarães