Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Outro Mundo

Deu na televisão

“Eu te amo, não vá esquecer
Nem que mil anos nos separe
Ou mil tempestades nos afaste
Eu te amo, mesmo que a natureza
Não seja mais nossa mãe
Mesmo que as montanhas desabem
Os mares congelem, as chances evaporem
Eu te amo
Mesmo que as estrelas chorem”

“Esse foi o bilhete encontrado no bolso do rapaz morto no cemitério...”
“... acredita-se que foi suicídio, mas a perícia nada disse até o momento...”
“... o namorado da moça que morreu há nove dias atrás...”
“... difícil conviver com uma perda assim...”
“... eram apenas jovens...”
“... protagonistas de uma história tão apaixonante
que terminou de maneira trágica...”
“... para ambos...”

Desligam-se as televisões, os rádios
Fecham-se os jornais, fecham-se os olhos
Procurando manter toda a calma
Quisera que fosse tão fácil

Todos comentam essa triste notícia
Todos falam desse terrível fato
Uma grande parte de muita gente vai embora
E todos se perguntam como tudo vai ficar

O Sol vai continuar nascendo
E se pondo, e morrendo
A Lua não deixa de brilhar
Nunca deixará de lembrar
A todos, durante a noite
Aqueles que não irão mais voltar

Quantos dias irão passar
E como irão transcorrer
Isso é uma questão de tempo
Mas não se leva apenas com o vento
E de nada irá adiantar lembrar
Se as memórias que ficam são de sofrimento

Tem início um tempo difícil
Com reflexões no futuro
De nada adianta lembrar o passado
E se for para lembrar
Um pensamento profundo
Eles estão em outro mundo

E irão se reencontrar
Sigur
Enviado por Sigur em 23/07/2005
Código do texto: T37040
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigur
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 32 anos
3 textos (97 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:48)