Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

lamúrias no Cárcere

Meu mundo tornou-se pântano de almas perdidas
Desiludidas e solitárias águas, riacho mudo
Pedras espinhosas, estrelas sem encantos,
Olhos negros, que se derramam em pranto.

Pântano virgem, ainda  escondido
Não se encontra o caminho
que conduz á espada.
Morra mil vezes!
Vida do nada.
E renasce,
Armada!


         Branca  Tirollo
limaodoce
Enviado por limaodoce em 23/07/2005
Reeditado em 14/10/2008
Código do texto: T37155
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
limaodoce
São Paulo - São Paulo - Brasil, 61 anos
147 textos (10354 leituras)
4 áudios (215 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:09)
limaodoce