Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Maíra




Olha Maíra;
Esse ar que você respira,
Há de ser liricalizado por uma lira.
E a maré Maíra...
O imenso oceano que lhe admira;
É água poetílica,
Que eu bebo pura e choro lírica.

Os dias são leves e velozes.
E as longas noites que atravesso,
Embalam nossas vozes.

A poesia Maíra;
Quando tem que berrar... Berra.
E espalha pela terra
O sentimento que antevira;
Magnetiza o sonho que me conduzira.
Uma semente na ilha;
Vai germinar com seu amor, Maíra.

Anoiteceu como eu nunca faria.
Se a noite lá fora não for embora,
Eu escrevo um novo dia.

Felipe Melo
Enviado por Felipe Melo em 09/02/2005
Código do texto: T3785
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Felipe Melo
Recife - Pernambuco - Brasil, 35 anos
38 textos (3521 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:39)