Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde Estás?

É quase noite
Na palidez do horizonte
As mãos desatam-se
Ignorando o silêncio
E escrevem a tua falta
A mesma palavra incontida,
Inadiável, urgente e apenas tua:
Saudade

Não diria nada
Não fosse a voz
Desta tua ausência
Acordando-me as letras
Tudo se anuncia
Na ânsia da invocação
Soubesse as frases sutis
Que repousas em teus lábios
E que furtivas silenciam-me

Enredo-me nas palavras
Nos fios de cada sílaba
Que te tecem no horizonte
Fazendo do teu nome
A linha das minhas mãos
E vago, vôo sem retorno
Ao meu único destino possível
Onde me alças o pensar
E me roubas de mim
Na nudez do meu olhar

Despertam dias e noites
Espetáculo vão
Para os meus olhos
Perdidos entre lembranças
Retrovisores do tempo
Onde estás
Que não me alcanças?
Para que me servem
Todas estas palavras?
Derrama-se em meus lábios
Um mar de indagações
Hoje queria apenas teus olhares
Para que finalmente te encontrasses
No espelho dos meus olhos...

 

 


Fernanda Guimarães



Visite "De Amores e Saudades - Fernanda Guimarães":
www.fernandaguimaraes.com.br
Fernanda Guimarães
Enviado por Fernanda Guimarães em 10/02/2005
Reeditado em 25/08/2008
Código do texto: T3862
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fernanda Guimarães
Fortaleza - Ceará - Brasil
430 textos (64357 leituras)
9 áudios (1782 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:15)
Fernanda Guimarães