Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pórtico

        PÓRTICO  I

Águas calmas, escuras. Sobre a água, névoa.
Lúgubre, um jangadeiro passa devagar. Parece certo o destino de todos que só ele contempla impassível.
Silêncio...
Sob o chapéu o jangadeiro esboça um riso no canto da boca.


        PÓRTICO II.

O jangadeiro inerte, face contorcida, olhos esbugalhados. Medo enorme do dia - subitamente claro. Silêncio.



       PÓRTICO III.

Água escura, calmaria. Sombra, névoa. A jangada à deriva, jangadeiro de joelhos, chorando. convulsivamente. Grunhidos, soluços. Mais soluços.
claudia lidroneta
Enviado por claudia lidroneta em 04/08/2005
Código do texto: T40267
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
claudia lidroneta
Israel, 48 anos
42 textos (1096 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:36)
claudia lidroneta