Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Após o jornal nacional

Após o Jornal Nacional



Qual gozo inexato
Suas formas de candango
Esses versos com todos os teores
Métrica, rima, redondilhas, alexandrinos ou não.

O gozo inexato
Não representa o nosso altar, o nosso templo.
O suor, os sussurros, as juras de amor e outras coisitas mais.

O gozo concreto, aprisionado no décimo quarto andar.
Esse tal soneto com cara de gozo
Gozo de novela das oito
Querendo aumentar a audiência

Esse gozo com aquele gemido artificial
De pau mole e catatau
Sem aquele roçar de coxas
O passear de mãos

As lambidas representativas
Esse gozo inexato
Na caixinha da tua sala
É o gozo que você não deve nunca
Nunca mesmo
Ter no altar do teu quarto

Um beijo onde queira
Excitada leitora.
Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 14/08/2005
Código do texto: T42558
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 41 anos
116 textos (5514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:02)