Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Traquinagens

O poema passou entre as pernas das pessoas
Desceu a Avenida Carlos Gomes
Ouviu um pouquinho de música
E correu

Chegou na praça Castro Alves, olhou o mar,
Ficou somente um instante
Pois o poeta queria possuí-lo

Desceu a ladeira da montanha
Divertiu-se com as meninas
Ficou mais veludo, ganhou mais corpo,
Cansou-se, regalou-se.

O poema parou defronte à baía
Olhou o ir e vir do mar
As pititingas se amando

Entrou no Mercado
Coloriu, tropicaliando-se,
Subiu o elevador
Rebolou no trio

O poema parou na casa de Jorge
Tomou um café
Tropeçou em Exu
Caiu no tacho do acarajé
E você comeu.
Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 17/08/2005
Código do texto: T43114
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 41 anos
116 textos (5516 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:29)