Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Um trem passou embaixo de minhas redes de sonhos...

Um trem passou embaixo de minhas redes de sonhos...


                                     Amael Oliveira*


Um trem passou embaixo de minhas redes de sonhos;
Mas não pude vê-lo;
Não pude pressenti-lo.
Chegou.
Saiu.


Ele passou tão ligeiro que não pude perguntá-lo:
Para aonde vais, trem de ferro e biscoito?


Já vai longe demais.....
Vai pelas esquinas de meus dedos de papel.


Um trem passou embaixo de minhas redes de sonhos;
Como esquecê-lo,
Se não pude segurar sua mão cheia de vida?

Sua lembrança infantilizada.....
Dissolvendo-se em minha memória chuvosa.

Muda-me com tua possibilidade de amar...........

Queria de nós um caminho construído de fé orgânica:
Hoje é anteontem do ano que ainda não veio.
Mas ainda vejo teu cheiro imprimido nos ares......
Porque.......
Simplesmente em coisa impossível de negar:
Um trem passou embaixo de minhas redes de sonhos.

*Estudante do Curso de Letras/Português da UFS.
Amael Oliveira
Enviado por Amael Oliveira em 19/08/2005
Reeditado em 19/08/2005
Código do texto: T43651

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Amael Oliveira
Aracaju - Sergipe - Brasil
70 textos (36664 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:51)
Amael Oliveira