Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Essa palavra

Tem uma palavra golpeando
Martelando a minha cabeça
Nem sei se isso é uma palavra

Essa palavra ultimamente navega em direção ao meu umbigo
Deixou marcas na garganta
Deu uns pulos no tórax
Bebeu o ácido gástrico

Que palavra bendita!
No maior do prazer a palavra saiu

Como num ciclo retornou para a mente
Golpeia velozmente
Roçando sobre a minha língua
Essa palavra biliar
Salivar

Fica no vai-vem
Essa loucura sudorosa

Quero dominar
Adestrar
Conter nos rins
Nos vasos lacrimais
Oxalá! No intestino
Para que possa eu colocar no papel
Essa palavra quixotesca.
Deijair Miranda
Enviado por Deijair Miranda em 23/08/2005
Código do texto: T44624
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Deijair Miranda
Pojuca - Bahia - Brasil, 41 anos
116 textos (5514 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:46)