Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

[QUERO UM ÓSCULO]

 
Quero um ósculo de domingo
Não como o de sábado que me fez gemer
Nem o de segunda que não me fez crer
que a vida é cor-de-rosa,
preta ou carmim
 
Quero um ósculo diferente
em termos de doçura
que me deixe encanto
que me seque o pranto
do derramar dos infurtivos dias
 
Quero um ósculo de elfos,
gnomos ou coisa assim
que me deixe leve, a flutuar nos ares,
que me navegue em diferentes mares
e explique pro mundo a plavra sim
 
Não quero o de terça, nem o de quarta-feira
Não quero nenhum que só me fez tormento
que disse que a vida  é um só lamento
não transmigou paz, nem sol, nem lua cheia,
nem doces momentos de um transformar
 
O de sexta-feira, foi um desespero
Quero um desigual, que não lembre quinta,
que não lembre nada, que esqueça tudo,
que faça descanso, tanja no meu canto,
que lembre domingo, sempre dia santo
 
Eu quero um ósculo!


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 28/08/2005
Código do texto: T45743
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1466 textos (154738 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 05:09)
Fernando Tanajura