Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paráfrase "Soneto de Véspera"

Por te ver chorando, ao chegar
Gostaria de descobrir o que direi,
Esta melancolia, por amar-te
De perceber-te sofrendo o que farei?

E poder sentir seu beijo molhado,
Por lágrimas, de angústias minhas,
Sem poder dizer porque chorei
Viverei para esquecer, o que continua lembrando

Permaneço a ocultar esta sombra em mim
Pela memória que não pacifica-me
Que pela distância criou-se a vida

Por sua face serena que criei
Pelo meu atento olhar
E que quisera nunca mais perdida...
NESSABTG
Enviado por NESSABTG em 31/08/2005
Código do texto: T46659
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
NESSABTG
Bertioga - São Paulo - Brasil, 28 anos
38 textos (16282 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:34)
NESSABTG