Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUANDO ESTOU NU!

Estou fora da ética?
Nudez essa que vem do coração
Essa nudez, mesmo estando coberto.
Minha nudez vem do fundo da alma
Estando nu, estou desarmado.
Desarmados das armas mais secretas
Descoberto, ao dispor do julgamento.
Qualquer júri.
Exposto pelo coração e mente
Descalço precisando prosseguir.
Sem escudos para se proteger
Sem armadilhas para caçar
Sem frio, passando por tempestades;
Sem medo e sem vergonha
De olhos avivados e sorriso no rosto;
Sempre pronto á reconhecer o amor...
Amor que me guia me conduz;
Esse sim quem me despir com outra nudez!
Nudez solar ou outra energia radiante que me
Faz sentir homem.
O sol se expõe nu para todos que se apresentam
com suas vestes;
Nus aos olhos de quem os vêm e sente sua nudez
Feito a lua, nua de muitos poemas.
Assim é a vida da minha nudez...
Que roupa me caberia para aquela dança?
A roupa do meu sorriso
Com o estampado das minhas marcas
Com o brilho da cor do meu sangue
E tudo aquilo que espera descobrir
de um homem que se despir,
para mostra-se aos avessos...
Expondo como troféu seu coração
Que começou a ter vida no ventre da sua mãe
Nasceu nu e vai parar de bater nu!
Ate que a terra lhe chame.

Escrito em 01 de março de 2014, por Orlando Oliveira.



ORLANDO S OLIVEIRA
Enviado por ORLANDO S OLIVEIRA em 01/03/2014
Reeditado em 06/03/2014
Código do texto: T4711639
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra. Recanto das Letras de ORLANDO OLIVEIRA.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ORLANDO S OLIVEIRA
Aracaju - Sergipe - Brasil, 55 anos
823 textos (26752 leituras)
4 áudios (131 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 12:59)
ORLANDO S OLIVEIRA