Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alguma Poesia*

     O DESEJO



 Quantas vezes o Tigre
 fez-me domado
 com patas sobre o peito e garganta
 - boca aberta babando em meu rosto?
 Não sei. Não sei.
 Lembro amores em variados bíceps
 corpos em arco a disparar serpentes.
 O Tigre acossa-me. Vejo!
 sou seu espelho.
 "Narciso" escreve com garras
 em meu ventre.
 E começa a lamber o que me resta.




***********************************


     ÊXTASE


 A sombra que cai
 pulsante e úmida
 domina o silêncio geométrico.
 É a tarde que flama
 a cabeleira da noite
 acendendo meus olhos
 para teu corpo.



***********************************


     CICLO



 A cama espinha teu corpo
 e na meia-noite insone
 teu desejo ofusca a pálida minguante.
 Sou eu que me vingo e surjo com as marés,
 semente no chão solta pela preamar.
 Sou eu, homem, que venho e broto
 os lenhos que crescem nos Ciclos, a seiva que corrói.
 Raiz que afunda a coifa no teu desespero
 sorvendo a inquietação em fome crescente.
 Ou o tronco largo,
 silhueta em poros na anatomia dos abraços.
 Não, não passarão as Estações.
 Porque todos os homens me levarão a ti.
 No teu corpo continuo em verdes frutos
 que amadurecem em escândalo no verão.


****************************************


     BIZANTINE



 Pacientemente
 cobriu o corpo
 com o robe preto
 Se untou
 com ervas medicinais
 como se a eternidade
 tivesse passado
 Escovou os cabelos
 (oleosos)
 e o pescoço alvo, alvo
 - cor de nácar -
 era um fidalgo a mais
 Abriu as janelas
 - noite de lua -
 e pacientemente
 esperou
 Nosferatu


                               Raimundo  de  Moraes



*Poemas incluídos na coletânea  "Nus". Seleção, tradução e notas de Paulo Azevedo Chaves. Editora Comunicarte, Recife - PE.


   
Raimundo de Moraes
Enviado por Raimundo de Moraes em 07/09/2005
Reeditado em 21/03/2007
Código do texto: T48321

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Raimundo de Moraes
Recife - Pernambuco - Brasil
43 textos (8358 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:12)
Raimundo de Moraes