Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FLOR- DE- SEDA

Romântico à primeira vista
Mortal a falta de cultura
Dolorosa aos olhos nus
É onde mora o segredo
Dos amantes é o próprio veneno
Sua cura é impossível aos cegos
Cego de amor, obstinado...
Descontrolado, às vezes inconveniente.
Em muitas o motivo do suicida
Da paixão que poderia ser diferente
O descontrole dos sentidos
O desespero da incerteza
Do amor em primeiro lugar
“É a véspera do fracasso”
O desdém do monopólio do amor
Da parte que deixou de amar
É o veneno dos apaixonados
A armadilha do caçador
Autocontrole é fundamental
Restabelecer a confiança
É o primeiro passo.
Autoestima para quem ama
É nunca desistir de amar.
Renunciar para o amor;
Só se for por amor!
A loucura da vez é o ciúme.
Ciúme é a própria FLOR- DE- SEDA.

Escrito em 04 de agosto de 2014, por Orlando Oliveira.


ORLANDO S OLIVEIRA
Enviado por ORLANDO S OLIVEIRA em 04/08/2014
Código do texto: T4909952
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Endereço da obra. Recanto das Letras de Orlando Oliveira.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ORLANDO S OLIVEIRA
Aracaju - Sergipe - Brasil, 55 anos
823 textos (26748 leituras)
4 áudios (131 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:00)
ORLANDO S OLIVEIRA