Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Prá dizerem que não falei das flores

Não iniciarei este soneto,
enchendo-te de vãs ofensas,
pois na vida, mais provável que tu pensas.
Nem tudo se tornou obsoleto...

Nas idéias e prefácios dessas crenças,
pentagramaticas que se formam no quinteto,
desenhando em cáucio o esqueleto.
De teu corpo - O guadião de tuas doenças.

já em seu gene, há peripécias de perjúria,
que despertam do poema a sua fúria.
Levantando-te de teu coito desprevenido...

Ao deixar tua parceira ainda na cama,
Provoca na poesia sua chama.
Apunhalando com espada tua libido.
J Salinas
Enviado por J Salinas em 14/09/2005
Código do texto: T50377
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
J Salinas
Campo Grande - Mato Grosso do Sul - Brasil, 31 anos
1 textos (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:26)