Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dá-me o Sol Explêndido e Silente - Walt Whitman


Walt Whitman

Dá-me o esplêndido e silente sol com todos os seus raios brilhantes de luz,
Dá-me o suco outonal da fruta madura e vermelha do pomar,
Dá-me um campo onde a alta relva cresça,
Dá-me uma árvore, dá-me uma parreira,
Dá-me o cereal fresco e o trigo, a semovente serenidade dos animais que ensinam alegria,
Dá-me noites perfeitamente quietas como nos altos planaltos ocidentais do Mississippi, e eu olhando para as estrelas,
Dá-me os odores de um jardim ao nascer do sol onde eu possa caminhar em paz,
Dá-me, como esposa, a mulher do hálito doce de quem eu nunca me canse,
Dá-me uma criança perfeita, dá-me um caminho longe da turbulência do mundo,
Dá-me uma vida doméstica e rural,
Dá-me o gorjeio de sons interiores só para os meus ouvidos,
Dá-me a solitude, dá-me a Natureza,
Dá-me novamente, oh Natureza, tuas quietudes primitivas...

Tradução: Nagib Anderáos Neto

extraído do livro Guardados Que Vivem- wwwnagibanderaos.com.br
Nagib Anderáos Neto
Enviado por Nagib Anderáos Neto em 16/09/2005
Reeditado em 31/12/2005
Código do texto: T50944
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nagib Anderáos Neto
São Paulo - São Paulo - Brasil
366 textos (88023 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:43)
Nagib Anderáos Neto