Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA FACEIRA

Escritora...
Atiçadora...
Inovadora...
Provocadora...
Encantadora...
Deslumbradora...

Com o teu gesto
Encanto e manifesto
Provocas o meu protesto
Fico eu vislumbrando o resto...

Ao ler tua escrita maneira
Imaginando-te menina faceira
Vou sem rumo, sem eira nem beira
Buscando-te assim de quarta à terça-feira

Sem jamais sentir sequer cansaço
Mesmo no inverno ou no mormaço
Para invadir a beleza de teu espaço
Querendo do teu coração um pedaço
 

Viver para poder possuir-te
Buscando uma forma de intuir-te
A me acatar e permitir-me deglutir-te
E em feedback minha energia a fluir-te

Na banheira ou na cama, no solo, na pia ou na janela
Contigo amar e te acariciando sob a forma mais bela
Sugar do teu corpo o teu mel, a tua seiva, o teu sabor
E depositar em ti, mulher amante, todo o meu amor

Explorar do teu corpo todos os caminhos
Cercar-te de flores sem nada de espinhos
E no perfume que de cada poro teu exala
Inebriar-me enquanto só o coração fala

Sentir tuas unhas afagos e carícias
Extasiado, em meu corpo delirante
E provar de ti todas as tuas delícias
Embriagado e em torpor alucinante
Em tuas pegadas cheias de malícias
Ser do Universo o mais ativo amante

Enquanto beijar-te dos pés à cabeça
Para que de nós nenhum se esqueça
Vou dizer-te palavras com todo ardor
E acender em ti tua luz teu esplendor

Amar-te vigorosa e suavemente
Em movimentos lentos ou velozmente
Enquanto levar-te ao clímax da sensação
Depositar em ti a semente do melhor embrião

Navegar contigo todo o espaço sideral
Nessa nave serás tu a tripulante principal
Em êxtases e delírios em febre desvairada
Tornar-te de todas a mulher mais safada

Hás de me deixar pleno de felicidade e todo arranhado
Para sentir-me, de todos, o macho mais realizado
Por saber ser eu o teu homem ! O teu safado !
Sedento de ti, não mais que o teu tarado !

Então depois de tanto nos amarmos loucamente
Ao ficarmos deitados juntinhos e relaxadamente
Poderemos lembrar de tudo o que nos ocorreu
Vivendo novamente em sonho o nosso apogeu

Em sono profundo iremos descansar
Em busca de podermos em nós revigorar
A poderosa energia que nos fará recomeçar...
Oh, Céus ! ... Isso nunca mais haverá de acabar...


Heraldo Lage
Amigos Verso & Prosa
http://www.hlage.com.br
Em 18-09-2005 - 23:05 hs.
Cdor HeraldoLage
Enviado por Cdor HeraldoLage em 24/09/2005
Reeditado em 16/11/2012
Código do texto: T53322
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Cdor HeraldoLage
Santos - São Paulo - Brasil, 66 anos
46 textos (3462 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:10)
Cdor HeraldoLage