Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Silêncio

Presente na ausência do som e
na mudez da palavra,
quando gesto e olhar têm voz.

Há silêncio no choro, na alegria e
na pálpebra que oculta a íris.

É comovente e solitário
na memória do retrato antigo;
dolorido na espera da resposta e
indefinido no mundo do surdo.

No deserto sem ruído,
é expansão fértil no oásis.
Na curva do céu,
é o risco luminoso
da estrela cadente.

Está na dança dos átomos e
na fonte dos versos;
na lágrima escondida e nas
sementes;
nos deuses e nas sombras;
no reflexo do espelho e
nos amarelos de
Van Gogh;
no feto que cresce e
no repouso da Fênix
nos ciclos do tempo.
Solange Firmino
Enviado por Solange Firmino em 24/09/2005
Código do texto: T53382
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Solange Firmino
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
194 textos (59199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:09)
Solange Firmino