Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estranharam

sei que estranharam,
é assim por todo lugar onde passo,
ora os versos estão ao alcance
do leitor mais esquivo,
ora eu os arranco de onde estão
e os queimo;
sou tão bonita sem eles,
sou a poesia viva
desses olhos cotidianos no meu pedaço,
que me recitam noites infindas
ou escrevem em minha carne
a esperança impossível de retornos;
é isso aí,
escrevo melhor na cama
devorando
e sendo devorada _
nada escapa à minha fúria
no momento da melhor criação;
os que me querem só nos versos,
esqueçam...
Valéria Bernadete Tutti
Enviado por Valéria Bernadete Tutti em 02/03/2005
Código do texto: T5540
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Valéria Bernadete Tutti
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 58 anos
3 textos (182 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 14:04)