Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

AUSÊNCIAS DE MIM



 
 
Ausências de mim
de ti
do amor que não mais sei
em que estrada o perdi.
Caminhos que se tornaram vazios
Lágrimas na calada da noite
descendo lento e castigando
esse coração alquebrado
de saudades
desse amor que é tudo,
 presente,
vivo e latejante
que clama
pelo teu olhar que se perde
cada dia mais na distância do tempo
gerando uma dor profunda n'alma.
E meu verbo fenece a cada momento
de ausência de ti
de mim
do amor que é teu
mas nunca me pertenceu,
e nada exige ,
apenas tua voz longe
na calada e solitária noite,
nesse teu olhar da cor do mar,
verdes como esmeraldas
que ilumina minhas noites
tão sonhadas  e desejadas
de  tua presença que amo
desejo e clamo.
O que fazer deste amor
que não finda,
que ganha proporções imensas
de ausências e uma solidão
maior que minha capacidade
de aceitação.
E hoje, neste calado da noite,
serena e chuvosa,
minhas lágrimas misturam
e chegam a ti
amor de minha vida
que nunca esquecerei
enquanto aqui respirar.
És minha doce Pérola
da Existência
este meu pranto de dor,
de angústia,
onde o peito rasga e dilacera
e saio como uma doidivana a correr
pela madrugada em busca da lua
onde possa te encontrar e poder
dizer bem baixinho:
 
Te amo.!
ZEL
Enviado por ZEL em 04/03/2005
Código do texto: T5658
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33906 leituras)
8 e-livros (802 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/09/16 07:24)
ZEL