Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESSE TEU OLHAR







Matreiro, dengoso, charmoso

como resistir

a esse olhar que penetra

em nosso ser

e diz coisas que só a alma

sabe captar e sentir.

Um olhar cigano,

que quer ser dispersivo,

mas não consegue

e quando olha nos enlouquece

com tamanha sensualidade

desse teu jeitinho brejeiro e

sedutor de mulher que és

e que carrega um vulcão

a explodir a qualquer momento.

Como calar diante tamanha

sensibilidade e beleza.

Não posso e deixo a alma

navegar a deriva,

sonhar sonhos impossíveis,

desejar o que nunca poderá ter.

Sonhos... Apenas sonhos

e um amor sem pouso

na imensidão desse universo...

sempre em busca da mulher amada

que nada entende do amor que é

somente dela

e o que fazer diante desses impasses da vida.

Cigana, minha Cigana

como carregar tamanho amor

nessa solidão ...

Deixo a pergunta aos ventos

e espero ....

nada posso fazer

apenas amar

nada além...

16.05.04

 
ZEL
Enviado por ZEL em 04/03/2005
Código do texto: T5676
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZEL
Aparecida de Goiânia - Goiás - Brasil, 69 anos
311 textos (33941 leituras)
8 e-livros (803 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:07)
ZEL