Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sua Ausência

Sua ausência me traz vazios
Me queimo em cinzas
Ardo em calafrios
Sua ausência dura mais que um dia
Acendo incensos, velas
Zelo as horas em agonia
Sua ausência me preenche e me faz ôca
E nua no armário, abro um guarda-chuva
Sua ausência me corrói e faz louca
E queimo vestidos num ferro de passar
Sua ausência me traz bebedeiras e transes
E me rouba qualquer verossimilhança
Sua ausência me traz suores noturnos
Me faz dar flores aos porteiros
Me faz ligar pro auxílio-suicídio
Me faz criar códigos e romper leis
Sua ausência me faz atrasar as contas
Me faz fazer analogias entre Duchamp e Forest Gump
Sua ausência é cirurgia sem anestesia
Eutanásia de amor
Desperdício de licor
Sua ausência me faz reler Camões
Me torna histérica e inconstante
Sua ausência é uma droga barata
Posto que aprendi e não sei mais errar
Essa vida que é dobra de tua alma
Estrada sem luz pra um inverno: amar.
Alyne Roberta Neves Costa
Enviado por Alyne Roberta Neves Costa em 04/03/2005
Código do texto: T5707

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (citar a autoria de Alyne Roberta Neves Costa). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Alyne Roberta Neves Costa
Salvador - Bahia - Brasil, 45 anos
28 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:35)
Alyne Roberta Neves Costa