Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HOJE NOSTALGIA

Hoje,
Eu não sou nada
que o diga a alma metade
Olhar aquebrantado
agonia fala por mim...

O corpo reclama feito trapo
Coração carregado do fado
No peito a recidiva...
O olhar vaga perdido

Hoje sou a mesma de ontem
não chorei ou sorri,
Não despertei,sequer dormi,
apenas amanheci.

A flor da pele me arde
os poros vazando a ressaca
do embebido amargo
estúpido trago e vício.

Hoje,
Não me acho em palavras
Não me vejo não me encaixo
desmazelo da ausência
dispersa a deriva inexisto
Vera Lúcia Bezerra
Enviado por Vera Lúcia Bezerra em 27/07/2016
Reeditado em 27/07/2016
Código do texto: T5711276
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lúcia Bezerra
Brasília - Distrito Federal - Brasil
149 textos (2688 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 02:18)
Vera Lúcia Bezerra