Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DA ESPERANÇA

Tardança,
Da sorte o amparo sem chão
Tantos futuros passados
Esperas sugerindo a solidão
ao peito deleito negado.

Ausência,
Tenho falado comigo
Sobre essas coisas da vida
difíceis de serem tocadas
e ainda assim insistidas

Tenho crido,
Nalgum dia amantes se encontram
Movem histórias cansadas
Saciam a fome que os obrigam,
suas chamas propagam...

É dito,
A mente que vaga alento mapeia
Um jeito da vida não se atrasar
de lá fora o fogo não se apagar
pra aquecer o frio de agora.
Vera Lúcia Bezerra
Enviado por Vera Lúcia Bezerra em 31/07/2016
Reeditado em 31/07/2016
Código do texto: T5715075
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lúcia Bezerra
Brasília - Distrito Federal - Brasil
149 textos (2688 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/17 02:18)
Vera Lúcia Bezerra