Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A aranha

Um aracnídeo anda pelo chão do quarto
e constantemente cuida seus olhos em mim
e seu olhar é como um horrível parto
de uma história épica que só conta o fim.

Que grotesco passeio faz esse inseto!
É indiferente às minhas pragas
e quando o blasfemo joga uma teia ao teto
brincando num vai-e-vem com minhas mágoas.
Brinca inseto,que tua hora não tarda!

Incitado pela ira peguei do chinelo
tentei acertá-lo mas fugiu,o covarde,
foi mais para o canto da parede,e a olhar-me,
riu-se de mim à vontade.
Ria inseto,teu remorso há de matar-te.
ralv
Enviado por ralv em 09/10/2005
Código do texto: T58105
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ralv
Patos de Minas - Minas Gerais - Brasil, 28 anos
26 textos (1345 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:16)
ralv