Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SER SEU AMOR

A poesia que devoro me devora!
Meus olhos percorrem
os deslizes dos teu pedidos
querendo está dentro destes...
Chegam como pétalas
passeando hora suave,
hora quente sobre minha face,
provocando a malícia
e adoçando os meus sentidos...
Teu sabor! Sonhar... E sonhar...
Ouça o quebrar dessa barreira,
“minha nudez"
se desfazendo em versos
aos teus olhos mortais
Eis me ai...
Debruce sobre mim
e com a fome dos seus dedos
desenhe sobre o meu corpo
os seus arabescos  secretos
Afunde a maciez dos teus lábios
sobre o meu seio, é seu,
não vê a leitura intrínseca pulsado
o “sempre” bem aqui?
Toma o rosado dos botões...
Diga as palavras secretas
ao perdermos os sentidos
para findar o meu mártir
minha louca alquimia
Vera Lúcia Bezerra
Enviado por Vera Lúcia Bezerra em 30/12/2016
Reeditado em 05/01/2017
Código do texto: T5867950
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lúcia Bezerra
Brasília - Distrito Federal - Brasil
140 textos (2475 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/06/17 09:33)
Vera Lúcia Bezerra