Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Linda Grande Lua

Mesmo em lírios de prazer
Nem todo este foi meu querer
E quando a noite despontava
Meu orgulho desamarrava a entorpecer

Na vertical em vertigem ambulante
Quase nunca obstante aos meus olhos
Se tu não fugiste oh grande Lua
Em claro o dia não amanheceria

Mas eu mudo meu mesmo eu, e nem mesmo tu mudas
És sempre linda, sempre Lua em metades grandes nuas
O desalento não corrompe
Há tantas fontes em busca do nada
Mas eu só quero você
Linda e perfeita

Amarra-me aos teus pés
Deita-me em tuas mãos
Acaricia-me com seu brilho do luar
Pois tu não és o meu desalento
Por isso eu tento
Por isso eu tento sem cessar
Por onde tu andas
Por onde tu andas meu luar?

Não descansareis em alcançar-te óh grande Lua.


By: Bruno Vinícius


Bruno Vinícius
Enviado por Bruno Vinícius em 12/10/2005
Reeditado em 01/05/2006
Código do texto: T59127
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Vinícius
Salvador - Bahia - Brasil, 32 anos
11 textos (792 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:18)
Bruno Vinícius