Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

rabiscando saudade

 
sem a mesma graça de ontem
sem a mesma mão pousada
os dias correm brancos
um olho cego se deixa a procura
do tempo que passeia nos espaços abertos
dentro de tres paredes
não há mais eco que responda
saiu pela porta sem aceno
pra voltar a qualquer minuto
 
o caiado amarela sem pressa
ouvindo o sussurro abafado
chovem pétalas nas palavras guardadas
dentro das páginas do novo dia
onde rabiscar tanta saudade?
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 12/10/2005
Código do texto: T59213

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55644 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:06)
Angélica Teresa Almstadter