Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor vulgar


Era fome de sexo que trazia seus olhares
Seus beijos e palavras fáceis
Eu, cachaça que saciava a sua sede
Enquanto você se embriagava
Eu em taça de cristal brindava o amor
Que por certo não me tinha

Siga rolando em leitos fúteis
Vivendo amores inúteis
Eu me entrego ao meu universo
De versos e sonhos, alegres ou tristonhos
Num mundo que eu componho
Longe da sua carência
Do seu amor de conveniência
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 13/10/2005
Código do texto: T59460

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55634 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:14)
Angélica Teresa Almstadter