Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CHEIRO DE TERRA MOLHADA

Sou da terra seca
Onde o sol queima sem dó
De um lugar de cabra valente
Que anda pingando suor
De tanto enfrentar dias quente
Transformando a preguiça em pó

A vida aqui é dura
Mas dar pra viver
Se o cabra tem sangue nos olhos
Não há sol que possa lhe deter
É botar a ferramenta nos ombros
E ir atras do que comer

O sol queima tanto
Que faz terra derreter
Mas não queima a esperança
De que um dia possa chover
E o cheiro de terra molhada
Faz a vida aqui florecer.



Menino do Sertão
Enviado por Menino do Sertão em 20/03/2017
Código do texto: T5947188
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Menino do Sertão
Santa Maria da Boa Vista - Pernambuco - Brasil
27 textos (730 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 13:00)
Menino do Sertão