Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ensaio contra o Sol

Quem é que olha
pelos meus olhos?

Quem é que mastiga
com minha mandíbula aberta
para quem quiser sentir,
o podre e o ocre
das línguas afiadas
umidificando o caminho,
o grito mudo, também preso
da fera humana especular?

O (des) gosto do sal
temperado por ausências,
terrores póstumos
e de uma palidez brutal,
manchada somente, pelo vinho ácido
dos dias iguais do cativeiro,
das horas amargas e vulgares
sob uma meia-luz qualquer
marginal.

Enlutando o crânio,
o pranto, passeando
às avessas da luz,
a ceifa adorada segue,
todo dia, em todo canto,
devorando do animal
as vísceras esplêndidas
estendidas contra o sol.
Vini Miranda
Enviado por Vini Miranda em 01/04/2017
Reeditado em 01/04/2017
Código do texto: T5957858
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vini Miranda
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 26 anos
182 textos (3452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/07/17 21:42)
Vini Miranda