Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem rumo

Sem rumo
maria da graça almeida

Eu me perco de ti
nas noitadas sombrias,
na poesia, então, vazia,
nos versos de não te saber;
eu me perco de ti
nas madrugadas mais frias,
nas ausências doentias,
na ânsia do amanhecer.

Eu me perco de ti
nos dias ensimesmados,
nos sentires maltratados,
na vontade do prazer;
eu me perco de ti
no entardecer silente,
quando a sombra traz somente
o temor do escurecer!

Eu me perco de ti
se ansiosa inda te clamo
e de sofreres reclamo
por ternuras sem fim;
eu me perco de ti
ao me negares teu sim
e assim perdida de ti...
perco-me inteira de mim.

maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 17/10/2005
Código do texto: T60443
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
248 textos (14810 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:01)
maria da graça almeida