Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BORDÕES

Agora que já não estás
Velejam os meus versos em mares de saudades
Onde os ventos murmuram rimas de um ontem,
Entretanto, meu poetar está encalhado em bordões.

Ao longe as lembranças se agitam, seduzindo-me.
Por um breve instante, tu, outra vez comigo, porém, não, já não estás.
Mareiam-se meus sonhos, e, minha poesia se converte em frases arrítmicas irmanada ao descompasso do meu coração.

Assim é, o não saber de ti.
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Enviado por Cláudia Célia Lima do Nascimento em 13/10/2017
Reeditado em 13/10/2017
Código do texto: T6141002
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Célia Lima do Nascimento
Luziânia - Goiás - Brasil, 52 anos
486 textos (16556 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 02:13)
Cláudia Célia Lima do Nascimento