Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

soneto 07

A caminhada da angústia ao poema
se faz de tombos e papéis rasgados.
A margem que a define, tão pequena,
não nos salva do abismo inesperado.

Se caímos, aí também nessa queda,
estão os germes de uma nova idéia.
As feridas que temos como sequela,
rompendo o casulo farão sua estréia

um dia, como coloridas borboletas.
O fel que tu guardas dentro do peito
trará à tua boca a doçura insuspeita.

Por fim, o pequeno monstro respira,
contorcendo-se às bordas do leito,
sua boca cheia de preces e mentiras.
Jorge Ferreira
Enviado por Jorge Ferreira em 20/10/2005
Código do texto: T61584
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jorge Ferreira
Salvador - Bahia - Brasil, 39 anos
5 textos (94 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:25)
Jorge Ferreira