Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEVERAS FORASTEIRO



A tua face é tão linda amor,
transmite paz e lealdade...
Tu tens o cheiro de uma flor,
que me embriaga de verdade...

Eu me entrego a este cheiro,
e tu me prendes com certeza...
Eu me faço escravo por inteiro,
e em ti... deslumbro a pureza...

Eu me realizo com teus beijos
e te amo devagar...
Tu te encontras em desejos,
logo começando a delirar...

Eu sou, deveras, forasteiro,
e o meu barco tem é flor...
Eu sou um simples marinheiro,
neste teu corpo de esplendor...

Eu não sou mais teu forasteiro,
neste exílio de esplendor...
Eu continuo marinheiro,
no teu barco de amor

regis costa
Enviado por regis costa em 26/08/2007
Código do texto: T625183
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
regis costa
Maceió - Alagoas - Brasil, 57 anos
101 textos (6217 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 07:36)
regis costa