Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Morre Messias


Eu anuncio, com pesar profundo,
a morte, de maneira prematura,
de uma recém-vinda criatura,
que, pela poesia, veio ao mundo.

Sua morte foi um ato de bravura,
como, o foi, a breve existência.
Morreu por ter a plena conciência,
que já nasceu dentro da sepultura.

Eu anucio a morte de Messias,
com quem vivi à sombra de alguns dias
uma experiência fascinante.

Criei de mim fiel xipofagia,
um clone, um gemelar da poesia,
que serei eu agora e doravante.

Messias
Enviado por Messias em 23/10/2005
Código do texto: T62748
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Messias
São Paulo - São Paulo - Brasil, 52 anos
8 textos (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:03)
Messias