Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A DOR QUE ME INVADE

A DOR QUE ME INVADE.
 
Vem! Vem embora!
Basta de ausência, por Deus.
Pois aqui tudo te chora.
Desde o teu último adeus!.
Chora os seus risos - a aurora.
O ocidente - os lábios teus.
Tudo te chama aí por fora.
Agora.Com os suspiros meus.
 
Vem! Não demores querida.
E' enorme a dor que me invade.
E' dor que é morte ; é vida.
Querida...Saudade!
Muita saudade.

 
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Prêmio UNESCO/poemas/jornal
 
www.jornaldosmunicipios.go.to
 
jornaldosmunicipios@ig.com.br



--------------------------------------------------------------------------------
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 25/10/2005
Código do texto: T63205
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 20:22)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA