Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Janela

Da janela do meu quarto vejo a lua, as estrelas…,
vejo tudo e não vejo nada.

A beleza nocturna, o silêncio que paira no ar,
a brisa que acaricia meu rosto,
tudo tão calmo e sereno, e eu…,
eu fico apreciando esta beleza… .

Da janela do meu quarto vejo, sinto…
Sinto a dor da escuridão que percorre minha alma.

Fecho os olhos e deixo que a brisa leve consigo
a dor que percorre minha alma.

Entrego-me ao silêncio que paira no ar,
deixo que a brisa afague meu rosto,
apazigúe meu coração e minha alma.

Ali fico contemplando a beleza nocturna…
Débora de Andrade
Enviado por Débora de Andrade em 01/09/2007
Reeditado em 08/06/2008
Código do texto: T634325

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora de Andrade
Portugal
58 textos (3729 leituras)
10 e-livros (199 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:57)