Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

HORAS

tantas horas
que joguei fora
que me matei
em silêncio
e não vi outrora
tanta horas
de minutos
infinitos
de gritos nem
sempre ouvidos
horas
de sufoco
de alegria
de nada disso
horas de mentira
horas de brincadeira
de homem
de menino
buscando crescer
querendo brincar
e as horas me consumindo
me seduzinho
me matando
quantas horas
tantas horas...
EDUARDOS POETA
Enviado por EDUARDOS POETA em 05/09/2007
Código do texto: T639168

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDUARDOS POETA
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
30 textos (481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 22:15)
EDUARDOS POETA