Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Reação em cadeia

Meus músculos retesam-se,
Meus olhos esbugalham-se,
Minha boca seca.
Eis que explode de mim, a ira!

Palavras são projéteis.
Disparadas uma a uma,
Sem mira, sem alvo,
Sem nexo...
Um franco atirador,
Impiedoso e cruel!

O fel de cada frase
Regurgita a dor.
E eu, perplexo,
Explodo ao universo...
Como um vulcão de ressentimentos
Expelindo a “mágoa-lava”
Que lava a alma,
Perfura o peito
E só então me acalmo.

Meus músculos esfacelam.
Meus olhos lacrimejam.
Minha boca se inunda em saliva.
E eu vomito.
Carlos Borges
Enviado por Carlos Borges em 06/09/2007
Código do texto: T641605

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Borges
Pindamonhangaba - São Paulo - Brasil, 49 anos
18 textos (812 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:40)