Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Como labirinto

Quase todo meu tempo,
Segundos preciosos e distintos,
Eu te desejo e quero estar no pensamento.

Quando vou despindo-lhe, me aceite
Fico vislumbrado com tua beleza
Pareço um safado se assim me deita.

Lavo meus olhos com tanto desejo,
Por instantes fico inerte, inútil,
Logo depois eu me vejo.

Em teus braços sedentos e crus,
Não sei o que vale esse tempo,
Será eterno ou vai ser momento?

Ah! Quantas curvas? Quantas vias?
Vou tocar... Seguir... E onde vou chegar?
Vai ser noite ou dia? Não sei.

Cheguei tão próximo dos meus sonhos
Adorei, foram sussurros e viagens
Acordei,
Vai ser assim, eu não minto, cada vez
Que eu te despir, vou amar, e você vai
Permitir,
Que eu caia em teu labirinto.
maninhu
Enviado por maninhu em 07/09/2007
Código do texto: T642152

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
maninhu
Rondonópolis - Mato Grosso - Brasil, 53 anos
895 textos (5334 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 18:40)
maninhu