Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Noite de Lua

1. Contextualização

É uma noite estranha. Ainda é cedo e o céu parece que já está se preparando para despedir-se da lua. Preparando-se para despedir-se dessa lua que me ilumina as idéias e o papel, dessa lua que ainda clareia a tudo.
Ninguém passeia lá embaixo, está tudo calmo e silencioso. As pessoas estão cansadas, foi mais um dia comum cheio de tarefas por fazer, cheio de pessoas correndo para lá e para cá, cheio de coisas muito grandes sobre as quais pensar. É, foi um dia mais ou menos assim para mim também. Um dia como tantos outros, nos quais eu finjo estar bem, nos quais eu sorrio fácil. Sim, foi mais um dia comum e agora tenho mais uma noite também comum, exceto pela peculiaridade dessa coloração do céu. Ele está de um azul tão clarinho numa noite tão sombria que chega a espantar. Sinceramente, só mesmo vendo. É que não dá para explicar.

2. Poesia

Eu deixo a lua me guiar os pensamentos
E ela o faz baixinho,
Procurando me iluminar os caminhos,
Mas à distancia, sempre à distancia
Ela tem medo de mimar demais,
De me amadurecer antes do tempo,
De me evitar a passagem pelos moinhos
Eu deixo a lua me guiar os pensamentos
E ela assim o faz, baixinho.


“Amem-se uns aos outros. Ou pereçam”
Mariana Serra
Enviado por Mariana Serra em 08/09/2007
Código do texto: T643637

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor - Mariana Serra - e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mariana Serra
Teresina - Piauí - Brasil, 28 anos
13 textos (668 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 05:09)
Mariana Serra