Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ONDE ESTÃO

Onde estão
Nossas crianças
Não nascem mais
Já nascem crescidas
Andam
Falam
Perderam a infância
Onde estão seus pais
Não existem mais pais
As crianças estão jogadas
Ficando adultas demais
Cada vez mais rápido
Perdendo a inocência
De brincar de carrinho
Brincar de boneca
Nossas crianças
Já nascem mortas
Crescidas
Cheias de malícia
Cheias de desejo
Homens
Mulheres
Não brincam de amarelinhas
De pique esconde
Correm para sobreviver
Onde estão seus pais
Que um dia já foram crianças
E hoje já não são mais
Mataram nossas crianças
Elas já não existem mais.
EDUARDOS POETA
Enviado por EDUARDOS POETA em 09/09/2007
Código do texto: T645479

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
EDUARDOS POETA
São Paulo - São Paulo - Brasil, 47 anos
30 textos (481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 08:20)
EDUARDOS POETA