Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema do mar e das marés

São uns meus momentos
Em que o mundo e o seu redor
Parece cair em minh’alma
Com o peso de um mar inteiro
Salgando, molhando
Cada pontinho mínimo de átomo
Do qual me formo.

O mar pesa todo dentro de mim
Com sua vida violenta
Em ondas, em rebentações
Que assolam as margens
Que assolam os lugares.

Eu nasci da profundidade escura dum oceano
Onde o choque contínuo entre as águas
Das águas com as rochas
Das águas comigo
Produziram uma sinfonia íntima
Aguda e única
Fazendo vibrar as partículas que me envolviam.
As marés me arrastaram, por fim, até aqui
No instante exato do movimento cósmico
E despertei num silêncio natural
Pois o que minha mãe cantava para mim
Quando criança
Eram silêncios.
Rosiel Mendonça
Enviado por Rosiel Mendonça em 15/09/2007
Código do texto: T654253

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rosiel Mendonça
Manaus - Amazonas - Brasil, 27 anos
69 textos (2370 leituras)
2 e-livros (263 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 14:44)
Rosiel Mendonça