Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CÁRCERE

Os meus olhos me condenam...
E a metáfora das sombras,
Que antecede a solidão,
Subjuga o meu sorriso...
Indizível é o que sinto!
Sobreviver é preciso.
Nada sei...
O silêncio me corrompe...
Eloqüente, me aprisiona.
Meu cárcere! Meu cárcere...
Sem paredes... Sem janelas...
Apenas...
Nada sei...
Ezequiel da Rosa
Enviado por Ezequiel da Rosa em 30/10/2005
Código do texto: T65508
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ezequiel da Rosa
Cachoeira do Sul - Rio Grande do Sul - Brasil, 39 anos
11 textos (479 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 09:58)
Ezequiel da Rosa