Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TATO


Sempre aqui.
Colado
Cravado
Incrustado
Meio que tatuado.
Nem te via,
nem te acarinhava,
nem nada.
Pura falta de atenção
- ou educação –
Meu con-tato –
contigo
resumia-se a um retirar de crostas.
Bem diferente dos tempos idos,
quando eras tão maior
na minha pequenina vida,
que chegavas a incomodar.
Hoje vivo a ilusão de tê-lo perdido,
embora estivesses sempre aqui.
Hoje
te resgato
ainda pelo tato
– ato que me resta.
Não tenho mais vergonha de ti.
Quero te mostrar por aí
Dizer que não te perdi
Exibir-te como nunca vi
Livrar-me de tudo
que pesou um dia
para te deixar brilhar
atrás de um piercing.
Fabiana Esteves
Enviado por Fabiana Esteves em 16/09/2007
Código do texto: T655506

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fabiana Esteves). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fabiana Esteves
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 41 anos
9 textos (157 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 18:00)
Fabiana Esteves